Servidores do resgate social recebem máscaras escudo de proteção facial

 

A Fundação de Ação Social (FAS) recebeu na tarde desta sexta-feira (27/3) 140 máscaras escudo facial de proteção que serão usadas pelas equipes do resgate social e dos acolhimentos de pessoas em situação de rua do município. Oitenta delas foram produzidas em impressoras 3D, no FabLab da Rua da Cidadania do Cajuru, e as outras 60 foram doadas pela startup Boa Impressão 3D.

Uma nova leva de máscaras escudo deverá ser entregue até a próxima terça-feira (31/3), permitindo que os cerca de 270 trabalhadores do serviço de abordagem social e dos abrigos – municipais e da rede parceira –  tenham o equipamento de proteção. Para isso, o FabLab manterá a produção durante todo o fim de semana.

O presidente da FAS, Thiago Ferro, diz que as máscaras escudo são muito importantes neste momento de pandemia do novo coronavírus. “Temos um protocolo de atendimento à população em situação de rua e nele está previsto o uso de máscaras que possam garantir a proteção, não só do servidor, como também dos usuários de nossos serviços”, explica.

Thiago lembra ainda que as máscaras produzidas em impressoras 3D ajudam a solucionar o problema causado pela falta de equipamentos de proteção à venda no mercado brasileiro. “Com esse projeto, Curitiba mais uma vez trabalha com inovação para proteger seus serviodres”, diz.   

Além das equipes da FAS, servidores da Saúde e da Defesa Social também receberão o equipamento de proteção. As máscaras escudo se somarão às 15 mil unidades já adquiridas pela Secretaria Municipal da Saúde.

Vale do Pinhão

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, lembra que a produção das máscaras em impressoras 3D no FabLab Cajuru, que começou na quinta-feira (26/3), é resultado de uma mobilização de todo o Vale do Pinhão.

“Vários órgãos do município, como Agência Curitiba de Desenvolvimento, FAS e Secretaria da Educação, além de empresas privadas, se uniram para a implantação da linha de produção no FabLab”, justifica ela.

Kits

As máscaras formam um kit composto por um suporte (que é fabricado na impressora 3D), uma chapa frontal transparente de polietileno (que cobre o rosto e é cortada em uma máquina especial) e um elástico de fixação. Os kits são enviados desmontados em embalagens e com QR Code para instruções de montagem.

Além das três impressoras 3D do FabLab do Cajuru, todas as 21 máquinas dos Faróis do Saber e Inovação foram transferidas para o local para a produção, que é feita com base em um modelo de máscara escudo disponibilizado na internet por uma empresa da República Tcheca.

Já os ajustes para simplificar e tornar um pouco mais rápida a produção foram feitos pelas startups curitibanas Maha 3D e Prin3D, que oferecem soluções técnicas em impressão 3D.