Movimento no setor turístico teve queda de 40% por causa da pandemia

 

Um levantamento feito pelo Instituto Municipal de Turismo de Curitiba (IMT) aponta o impacto da pandemia do novo coronavírus no setor em Curitiba. A apuração foi feita em atrativos da cidade, no aeroporto Afonso Pena, no trem da empresa Serra Verde Express e nas consultas feitas por turistas ao portal do instituto, nos primeiros seis meses de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019.

Por causa da pandemia houve uma queda de aproximadamente 40% na demanda turística em Curitiba, número sustentado pela média do bom desempenho nos dois primeiros meses do ano. Clique aqui e veja o infográfico. 

“Era um ano promissor para o setor, mas a chegada da pandemia nos prejudicou, como ocorreu no mundo todo. Com planejamento e boas estratégias esperamos retomar, quando for possível, ainda com mais qualidade”, diz Tatiana Turra, presidente do IMT.

De acordo com o presidente do Curitiba Convention & Visitors Bureau (CCVB), Paulo Iglesia, a pandemia causou alteração em todos os eventos previstos entre março e agosto de 2020. O levantamento realizado pelo CCVB revela que neste período 42 eventos foram adiados, dois cancelados e três foram realizados online.

“Curitiba tinha uma expectativa muito grande em relação aos eventos de 2020. O calendário de eventos técnico-científico estava com uma quantidade significativa agendada”, conclui Iglesia.

Linha Turismo

No primeiro semestre, a Linha Turismo apresentou queda de 40% no número de embarques em relação ao mesmo período de 2019. Foram 100 mil embarques a menos. Nos primeiros seis meses de 2019 foram 249.675 embarques e no mesmo período deste ano 149.107 embarques.

Torre Panorâmica

Os números da atração apontam uma queda de 46% no número de visitantes em relação ao mesmo período de 2019. Estima-se a perda de 33 mil visitantes. Em 2019, 71.892 pessoas visitaram a Torre, já neste ano foram apenas 38.775.

Acessos ao portal do IMT

O levantamento dos acessos ao portal do Instituto Municipal de Turismo foram realizados entre janeiro e maio de 2019 e de 2020. Os dados revelam uma queda de quase 20%, representando aproximadamente 35 mil acessos. 

Atendimento ao turista

A sondagem de dados nos atendimentos ao turista também foi feita no período de janeiro a maio de 2019 e de 2020. Houve queda de 48% – 12 mil atendimentos a menos neste ano.

Aeroporto Afonso Pena

Os dados da Infraero indicam que até o mês de maio houve uma queda de 44,5% no número de desembarques no aeroporto, se comparado com o mesmo período em 2019. O mês de abril foi o mais afetado, com queda de 95,8%. Em abril do ano passado, 259.530 pessoas desembarcaram no Afonso Pena, já neste ano o número caiu para 10.916 desembarques.

Serra Verde Express

A empresa que faz o passeio de trem pela Serra do Mar informou que de março a junho de 2019 atendeu 45 mil passageiros. Nesse mesmo período de 2020, a atração permaneceu fechada.

Um bom início de ano

Os números de janeiro e fevereiro de 2020 apontavam para uma sequência de crescimento no setor, como vinha acontecendo nos últimos anos. Os embarques na Linha Turismo tiveram aumento de 38,4%. Na Torre Panorâmica o crescimento foi de 19,6%, os acessos ao portal apontavam uma procura de 21,4% maior do que no mesmo período de 2019. Dados da Infraero indicaram um crescimento de 5,2% no número de desembarque no aeroporto Afonso Pena.

Fonte: Prefeitura de Curitiba