Portal CTBA

Avançam as obras de macrodrenagem no Ribeirão dos Müller

Sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, o Ribeirão dos Müller está recebendo obras de alargamento e reperfilamento do canal, construção de diques de contenção, implantação de estruturas de controle de vazão e, também, a recuperação de sua mata ciliar. A intervenção conta com o investimento de cerca de R$ 6,2 milhões e deve ser concluída no mês de junho. 

Nesta quarta-feira (13/1), o prefeito Rafael Greca e o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, realizaram uma visita técnica aos serviços que estão em andamento no Ribeirão dos Müller, que tem nascente e foz na região da Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

“A área de abrangência da obra é de 52 mil metros quadrados e está recebendo 4 bacias de acumulação para regular as cheias tanto do Ribeirão dos Müller, quanto do Rio Barigui. E aqui também vai nascer, na Regional CIC, o Parque do Ribeirão dos Müller, o parque de número 46 de Curitiba”, disse Greca. 

As obras, que estendem seus efeitos por uma área de 52 mil metros quadrados e por 1,5 quilômetro do leito, no trecho entre as ruas Theodoro Loker e Clemente Ritz, têm o objetivo de tornar o afluente do Rio Barigui mais resistente aos períodos de cheias, freando seu potencial de causar enchentes para proteger as famílias ribeirinhas. O serviço amplia a área do fundo do canal existente e faz a regularização da sua inclinação de fundo. 

Também estão sendo feitos diques em terra revestidos com vegetação para garantir uma largura constante de bacia e evitar os alagamentos. A nova estrutura busca atender a cota máxima de cheia. 

Estruturas de controle

Para que o sistema de drenagem funcione com a detenção necessária e dimensionada, são quatro estruturas de controle ao longo do Ribeirão dos Müller. Essas estruturas são executadas em gabião e irão se incorporar à vegetação do local. 

De acordo com o secretário Rodrigo Rodrigues, a nova estrutura permitirá reservar o volume aproximado de 160 mil metros cúbicos de água.

“São cerca de 160 milhões de litros que ficarão retidos para serem liberados aos poucos sem sobrecarregar a correnteza do Ribeirão dos Müller e evitando cheias também no Rio Barigui”, apontou Rodrigues.

Após o término das obras, a cobertura vegetal do entorno do curso de água será recomposta e a mata ciliar também será recuperada. As intervenções fazem parte do programa Curitiba Contra Cheias, que está realizando serviços de drenagem em rios e córregos da cidade para minimizar o risco de enchentes durante os períodos mais chuvosos.   

Sair da versão mobile